Coreia declara hentai com uniformes escolares como pornografia infantil

A suprema corte da Coréia do Sul decidiu que imagens sexuais representando personagens vestindo uniformes escolares em anime e mangá se qualificam como pornografia infantil. “Na perspectiva de um indivíduo comum da nossa sociedade, o conteúdo dos vídeos demonstra evidentemente o que pode ser visto como adolescentes.”, foi a declaração oficial da suprema corte.

A decisão surgiu como resultado de um julgamento envolvendo Lim, um homem de 45 anos, que foi preso após administrar um site de compartilhamento de arquivos que facilitou a distribuição de hentai com garotas em uniformes escolares. Parte do caso girava em torno da questão de saber se o uso de uniforme escolar era suficiente para determinar que os personagens deveriam ser crianças. Lim foi considerado culpado e multado em cinco milhões de won (cerca de R$ 18.000,00).

Mais sobre:

Em japonês, hentai significa originalmente “perversão”, “comportamento fora do comum”. A palavra também é usada como uma abreviação da expressão hentai seiyoku, que significa perversão sexual, e, quando usada coloquialmente, expressa um ato sexual em condições extremas. No Japão, o termo também é empregado com referência a mangás e animes que tenham forte conteúdo sexual.

Fonte: Aqui

Vicente Neto

Sou redator de notícias do site. Estudante de Sistema de Informação pela a UFC, curto animes, mangás e games desde os 15 anos, meu primeiro anime foi Sword Art Online. Sou programado e nas horas vagas design gráfico e editor de vídeos. facebook instagram twitter linkedin

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem