Ruby Rose faz denuncias de assédio sexual e moral nas gravações de 'Batwoman'

Ex-protagonista e atriz Ruby Rose da série Batwoman recorreu ao Instagram para realizar denuncias de assédio sexual, moral e relatar o ambiente de trabalho inseguro.

Ela era protagonista da série, mas deixou a produção após uma temporada em maio de 2020. Agora, a atriz tomou a decisão de divulgar detalhes sobre com fraturou a coluna no set, e citou ainda que colegas que sofreram queimaduras de 3º grau e ficaram tetraplégicos durante as gravações.

Ruby Rose afirma que Peter Roth, ex-presidente do braço televisivo da Warner Bros., assediava sexualmente jovens mulheres da equipe. Rose relembra que executivo usava de sua posição de poder para obrigá-las a realizarem tarefas constrangedoras, como tocarem sua virilha sob o pretexto de arrumar suas roupas.

Rose também falou sobre seu acidente: ela disse ter sido ameaçada por Roth para voltar ao trabalho dez dias após ter fraturando a coluna "ou ele demitiria toda a equipe e elenco, e eu decepcionaria todo mundo".

"Por favor, aos meus queridos fãs, parem de perguntar se eu vou retornar a essa série terrível. Eu não voltaria por nenhum dinheiro no mundo, nem se apontassem uma arma para a minha cabeça."

A atriz falou sobre os acidentes no set: "Um membro da equipe teve queimaduras de terceiro grau pelo corpo todo, e não nos ofereceram terapia após observarmos a pele caindo de seu rosto. Fui a única que enviou flores e cartões, e depois disseram que eu precisava fazer uma cena de sexo sem um minuto sequer para processar tudo".

As denúncias também envolvem o ator Dougray Scott, que segundo a atriz "feriu uma dublê e gritava para ca**lho com as mulheres, ele era um pesadelo. Ele chegava e ia embora quando queria, e abusava das mulheres. Como protagonista, mandei um e-mail pedindo que proibissem gritos no set, mas negaram".

Redação

Redação geral do mundo dos otakus 🕹💻📄🇧🇷

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem