A triste história do que aconteceu com Highschool of the Dead

Highschool of the Dead estreou há quase 12 anos no Japão. O anime, que segue a jornada de um grupo de adolescentes tentando sobreviver a um apocalipse zumbi, foi geralmente bem recebido pela crítica e agora se tornou famoso por sua violência gráfica, estranho senso de humor e flagrante sexualização de seus personagens.

No entanto, depois de apenas uma única temporada (que termina em um cliffhanger), muitos fãs se perguntam o que aconteceu para impedir que essa série NSFW fosse renovada. Para quem não estava por perto na época, ou não teve a chance de pesquisar a série, tudo pode parecer bastante confuso.

Escrito por Daisuke Satō e ilustrado por Shōji Satō, Highschool of the Dead estreou na edição de setembro de 2006 da revista Monthly Dragon Age da Fujimi Shobo . Em 2007, Shobo e Shoten começaram a produzir volumes tankobon dos capítulos lançados, e continuaram a fazê-lo até 2011. Quando o sétimo e último tankobon foi lançado, o mangá tinha mais de três milhões de cópias em circulação no Japão. A série se tornou tão popular online através do uso de scanlations que seus autores incluíram uma mensagem em inglês na impressão do quinto capítulo da revista, solicitando que os leitores comprem o mangá quando estiver disponível.

Quando Highschool of the Dead foi lançado em inglês, seu segundo volume subiu para o quarto lugar na lista de mangás mais vendidos do The New York Times, superando clássicos como Naruto e Blue Exorcist . Ele continuou a ser bem recebido no Japão, e repetidamente apareceu no topo das paradas de vendas da Oricon. Para simplificar, a falta de vendas ou interesse não foi o motivo do fim prematuro de Highschool of the Dead. Tanto o mangá quanto o anime foram grandes sucessos, e os fãs estavam ansiosos pelo que viria a seguir.

Infelizmente, o escritor do mangá, Daisuke Sato, ficou doente em 2008, tornando a produção da série cada vez mais difícil de gerenciar. Isso levou o mangá a ser colocado em hiato até 2010 – o mesmo ano em que a adaptação em anime de Highschool of the Dead foi ao ar no Japão – embora, mesmo após o retorno do escritor, pouco mais tenha sido criado. Em abril de 2013, Highschool of the Dead recebeu um breve retorno com o lançamento de um único capítulo; no entanto, nenhum dos personagens principais estava presente. Em vez disso, o capítulo mostrava a polícia limpando a escola e um grupo de outros sobreviventes contidos nela.

Infelizmente, em 2011, Sato foi diagnosticado com doença cardíaca isquêmica e sua condição piorou progressivamente nos próximos anos. Logo após o lançamento do capítulo final de Highschool of the Dead, o mangá foi colocado em hiato mais uma vez. Sato faleceu em 2017 aos 52 anos.

Em 2019, o co-criador de Highschool of the Dead, Shouji Sato, foi entrevistado pela Comic Natalie , onde abordou a morte de seu amigo e por que a série não continuaria. “Os fãs estrangeiros que não conhecem os detalhes da situação dizem: 'desenhe uma continuação imediatamente', mas não é tão fácil”, disse ele. Sato me faz pensar que não posso me envolver descuidadamente.”

Enquanto os fãs estão, sem dúvida, tristes que Highschool of the Dead não será revivido tão cedo, é honroso que Shouji Sato veja Daisuke como parte integrante da criação do mangá; é uma decisão respeitosa manter a série como parte de seu legado. Embora a história do que aconteceu com esta série seja desagradável, os fãs ainda podem voltar e ler o mangá ou assistir ao anime de 2010. Continua tão bizarro e controverso quanto em 2010 e vale a pena assistir para quem ainda não o experimentou.

Fonte: CBR

Vicente Neto

Sou redator de notícias do site. Estudante de Sistema de Informação pela a UFC, curto animes, mangás e games desde os 15 anos, meu primeiro anime foi Sword Art Online. Sou programado e nas horas vagas design gráfico e editor de vídeos. facebook instagram twitter linkedin

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem